Telefone: (51) 99963.5584 | dep.pedrowestphalen@camara.leg.br

Proposta centraliza no Ministério da Saúde requisição de bens contra Covid-19

Texto também prevê que as empresas que possuírem a autorização da Anvisa terão licença de importação concedidas automaticamente para dispositivos médicos de combate à doença

O Projeto de Lei 1256/20 centraliza no Ministério da Saúde as requisições de bens de saúde relacionados ao combate do novo coronavírus. O texto revoga a permissão, garantida pela Lei 13.979/20 – que trata do enfrentamento da Covid-19 no Brasil, de gestores locais de saúde também poderem fazer a requisição.

A proposta, do deputado Pedro Westphalen (PP-RS) e outros três deputados, tramita na Câmara dos Deputados

O texto dispensa a fiscalização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no caso de insumos e matérias-primas para produtos de saúde relacionados ao combate à pandemia.

As empresas que possuírem a autorização da agência terão licença de importação concedidas automaticamente para dispositivos médicos de combate à doença, como respiradores mecânicos.

Desabastecimento
Westphalen vê “com preocupação” agentes locais de saúde e o Judiciário fazerem requisições administrativas para atender demandas pontuais. “A requisição indiscriminada e sem critérios que não a urgência tem como consequência o desabastecimento de outra instituição de saúde”, disse.

Segundo o deputado, a centralização no ministério ajudará no planejamento e ação concertada dos agentes públicos. “Pretende-se tornar mais ágil o processo de importação de dispositivos médicos fundamentais ao combate ao coronavírus”, disse Westphalen

Fonte: Agência Câmara de Notícias

Deixe uma resposta