Telefone: (51) 99963.5584 | dep.pedrowestphalen@camara.leg.br

Westphalen busca desburocratização para construção de nova estação de tratamento de água em Porto Alegre

Necessidade de construção de um novo SAA

Na manhã de hoje (07), o deputado federal Pedro Westphalen, representado pela sua assessoria, juntamente com o engenheiro diretor geral do Departamento Municipal de Água e Esgotos de Porto Alegre, Darcy Nunes dos Santos, a secretária municipal de Planejamento e Gestão de Porto Alegre, Juliana Garcia de Castro, e o secretário municipal de Infraestrutura e Mobilidade Urbana de Porto Alegre, Luciano Marcantônio. Participaram de audiência com o chefe de gabinete da Secretaria Nacional de Saneamento – Ministério do Desenvolvimento Regional, Geraldo Melo Correa. O encontro, organizado a pedido do vereador suplente Matheus Ayres, de Porto Alegre, e pelo gabinete do deputado Pedro Westphalen, teve como objetivo apresentar ao Ministério de Desenvolvimento Regional um pedido do município de Porto Alegre, que está com dificuldades na captação de água, em especial, para a região Extremo Sul da cidade.

Necessidade de construção de um novo SAA      

A capacidade da estação de tratamento de água de Belém Novo não está suficiente para atender o acréscimo da demanda prevista. Por isso, diversas alternativas foram estudadas e em 2014 o Departamento Municipal de Água e Esgotos de Porto Alegre (Dmae) finalizou projetos para construir uma nova estação de tratamento de água no extremo Sul. Parte do novo Sistema de Abastecimento (SAA) ficará em Ponta do Arado, com o dobro de capacidade de produção de água potável em relação ao atual Sistema Belém Novo. Por isso, o departamento busca adquirir investimentos na ordem de R$ 232 milhões para sua construção, e, desta forma, ampliar o abastecimento dos atuais mil litros por segundo para dois mil litros por segundo, para atender uma população atual de aproximadamente 250 mil pessoas, e com potencial de mais 320 mil.

De acordo com a DMAE, existe um financiamento pronto de R$232 milhões para esta obra, que vai gerar mais de 2,5 mil empregos.

Contudo, existem alguns trâmites burocráticos, sendo assim, a pedido do deputado, os assessores estiveram presentes na audiência, para buscar a desburocratização para que de imediato seja concedido esse financiamento ao município.

*Com informações DMAE

 

 

Deixe uma resposta