Telefone: (51) 99963.5584 | dep.pedrowestphalen@camara.leg.br

Pedro Westphalen despede-se da AL gaúcha: “Sentimento de gratidão”, resumiu

Na quarta-feira Westphalen realizou um Grande Expediente em agradecimento aos gaúchos.

 

O período do Grande Expediente da sessão da quarta-feira (17), na Assembleia, foi ocupado pelo deputado Pedro Westphalen (PP). Da tribuna, o parlamentar despediu-se do Legislativo rio-grandense. O ex-presidente da Casa se elegeu deputado federal, em 7 de outubro, com 97.163 votos, recebidos em 463 municípios. “Ocupo este espaço tomado por um único sentimento: gratidão”, resumiu Westphalen, emendando: “Agraço aos milhares de gaúchos que confirmaram, nas urnas, a confiança no meu trabalho e me deram a oportunidade de avançar mais um passo na vida pública ao me elegerem à Câmara Federal”.

Citou que, ao longo dos seus 16 anos como deputado estadual, construiu laços com todas cidades do Rio Grande do Sul. “Andei pelo Estado buscando soluções para o bem comum, sem ver concorrentes ou adversários, mas sim, semelhantes. Quando tivermos consciência que a palavra se-melhante quer dizer semelhante mesmo, existirá, por certo, mais respeito, e tem que ser assim na vida e na política. O ser humano, independentemente de partido, de ideologia, precisa ser respeitado”, frisou. Fazer política, complementou, “é acreditar que é possível transformar para melhor a vida das pessoas. Este é o sentido e a essência de se escolher vida pública”.
Todos são iguais
Para Wesphalen, na medida que “cada um de nós entender que a matéria da qual sou feito é igual a do outro, o conceito de vida mudará”, sublinhou. Reforçando que esta é uma vitória não dele, pessoalmente, mas de todos que acreditam na política feita com responsabilidade e transparência, disse que foi nesta política, “erguida sobre o diálogo, construída coletivamente e com espaço para todos os pontos de vista na busca das soluções, que estruturei minha trajetória, desde que deixei o exercício da medicina em Cruz Alta, para assumir uma cadeira nesta Casa, e lutar pela saúde de todos os gaúchos como deputado estadual eleito pela primeira vez em 2002”, recordou.
Ressaltou a importância das atividades desenvolvidas no Parlamento, como participar das Comissões, apresentar e relatar projetos de fundamental importância, liderar a bancada governista, fiscalizar, cobrar ações do governo e debater os rumos do Estado. “Lutei por melhorias na saúde, segurança, agricultura, educação, esporte e infraestrutura. Defendi, aqui mesmo neste plenário, anseios e demandas das pessoas com as quais convivi nessa caminhada”. Comentou, ainda, suas duas passagens pelo Executivo, em 2007, quando foi secretário de Ciência e Tecnologia e, em 2015, quando esteve à frente da Secretaria dos Transportes.
Presidência da AL
Disse da sua emoção de ter assumido a presidência do Legislativo. “Tive a honra de ser presidente e conduzir um mandato marcado por consistentes avanços na transparência e na gestão, do qual muito me orgulho. No meu discurso de posse, como chefe do Legislativo gaúcho, afirmei que dentre as convicções que formei na vida pública, a maior e a mais profunda é a de que o Parlamento expressa a diversidade de uma sociedade e a maturidade política de um povo. E vale dizer, de um povo livre, cuja estabilidade de suas instituições garante o Estado de Direito”, lembrou.
Destacou que seguia, com muita disposição, à Câmara Federal, para contribuir no aprofundamento das relações democráticas construindo pontes que “nos permitam realizar as profundas mudanças que a sociedade brasileira tanto clama. Com união poderemos construir caminhos que levem o Rio Grande a crescer novamente”.
Voltou a enfatizar a importância das ações e trabalhos coletivos. “Quem me conhece sabe: acredito na construção coletiva e sei que podemos crescer juntos quando atuamos no potencial transformador daquilo que nos aproxima, não do que nos afasta. Procurei ao longo de toda a trajetória trilhar um caminho de relações respeitosas. Nunca fiz das diferenças ideológicas muros intransponíveis. Ao contrário, levo comigo a certeza do diálogo aberto com todos os colegas parlamentares que dividiram este espaço comigo”, agregou Westphalen.

Grande Expediente 17/10.

Cuidar das pessoas
O deputado do PP reafirmou que, por todo este conjunto, fazia do Grande Expediente a maneira de expressar sua gratidão aos laços de amizade e caminhos que foram construídos nesta Casa, “que me permitiu continuar cumprindo – por meio da política – o verdadeiro e principal objetivo da minha vida, que é cuidar das pessoas”.
Ao finalizar, observou que o país vive, na atualidade, um dos momentos mais importantes da sua história, sendo urgente o resgate dos valores básicos, especialmente na classe política, para que a Nação possa retomar o caminho do desenvolvimento. “E eu quero estar na linha de frente dos homens que promoverão as transformações que o Brasil tanto precisa, com a firmeza e a honestidade que sempre me acompanharam. Sem nunca esquecer as minhas raízes, e sem esquecer, jamais, de todos vocês que fizeram parte da minha história, seguirei em Brasília, tendo como minhas bandeiras aquilo que recolhi na minha trajetória. No entanto, é hora de ampliar horizontes e construir novos caminhos para o avanço do Rio Grande do Sul”, concluiu.
Em apartes, manifestaram-se os deputados Sérgio Turra (PP), Elton Weber (PSB) e Juliana Brizola (PDT) .
Crédito: Celso Luiz Bender – MTE 5771

Deixe uma resposta